Notícias

Alunos e professores da FAC apresentam artigos científicos

16/11
por Wendel Sodres

ALUNOS E PROFESSORES DA FAC APRESENTAM ARTIGOS CIENTÍFICOS NO SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO – SemeAD – FEA – USP

O SemeAd, Seminários em Administração, é um evento científico brasileiro que tem como objetivo contribuir para o fortalecimento e o aprimoramento da produção e difusão do conhecimento voltado à comunidade acadêmica e profissional da área de Administração.

A XIX edição foi realizada na FEA – USP em São Paulo nos dias 09, 10 e 11/11.

Os Professores Maria Helena Scalabrin Cardoso Gomes, Verci Douglas Goulart e Ricardo Pereira Rios e os alunos Vanderlei Ferreira Santana e Deusimar da Conceição Rego, apresentaram dois artigos científicos.

No primeiro artigo, o estudo voltou-se à observação dos indicadores de Felicidade Interna Bruta no município de São Roque – SP. O instrumento de pesquisa teve 13 dimensões estruturantes, cada qual com 4 questões. Foi submetido na primeira fase em Abril e Maio de 2016 a 169 entrevistados. Após os resultados da Analise Fatorial Exploratória, em Junho de 2016 a pesquisa foi ampliada para mais 384 munícipes.

Foi um estudo inovador cujos resultados indicaram que bem estar, qualidade de vida, espiritualidade e felicidade não são constructos isolados, mas se interligam num sentido maior de vida. Revelou alto índice de bem estar psicológico, resultado de uma rica vida familiar e espiritual. Todavia, quando dependente dos serviços públicos no atendimento das demandas básicas, os resultados mostraram-se desfavoráveis. As evidências empíricas apontaram falta de diálogo com representantes e gestores públicos, baixa atividade cultural e esportiva, e resultados negativos nas áreas da saúde e educação. Como contribuição, o estudo demonstrou a utilidade dos indicadores FIB como elementos de orientação na condução das políticas públicas.

No segundo artigo o estudo teve por objetivo analisar as alterações no orçamento público do município de Santana de Parnaíba, nos anos de 2013 e 2014. A metodologia utilizada neste estudo partiu das Leis vigentes, publicações acadêmicas, seguidos de pesquisas no portal eletrônico. As bases analíticas foram as constantes no Índice de Transparência da Gestão Pública Municipal (ITGP-M). Ficou evidenciado que no ano de 2014 foram propostos 31 Decretos, que somados contabilizaram R$ 129 milhões em créditos adicionais. O mesmo ocorreu no exercício de 2013, R$ 119 milhões. As Secretarias da Educação e da Saúde receberam juntas 70,52% de todas as verbas. As justificativas apresentadas não se mostraram compatíveis com atos de boa gestão uma vez que as alterações ocorreram nos meses iniciais dos exercícios, caracterizando, no mínimo, planejamento inadequado. As evidências de desvirtuamentos do processo geram questionamentos e emitem sinais de alerta para a necessidade de monitoramento do orçamento público municipal.

Relacionados